ALFA

Sentado em sua montanha sua boca calada jazia
Era ele mais um espectro que humano, o tempo o talhou assim
Havia nele muitas qualidades,mas já não fazia questão de demonstra-las.
Seu novo passatempo era a rivalidade!
Tudo que conflitasse com seu ego frágil deveria ser subjugado
Era ele agora todo mal agouro, resignação e agressividade
Repousava sisudo sobre a sua rede tecida a fios rubros (despojos)
Já não mais se atrevia a mirar o próprio reflexo,
tinha medo de que sua projeção de si mesmo não fosse
fiel a realidade que ele com tanto zelo e afinco se empenhou em construir
Vivia uma vida glutona, robusta, repleta do simples, tangível e pratico
não se despendia com conjecturas e filosofias.
Afinal era ele bruto, homem e macho!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s