CONSOLAÇÃO

Amélias de punhos cerrados
Sois agora contentes!
O que antes jazia calado, mostra-se agora!
Cerra os dentes…
Ao irromper o repouso que a santidade justificava
brinda agora com o gozo que a estatística travava.
Não em unidade era antes vista
Agora o coletivo galga acrescer a lista
Quão gigante seja o ego que te sufoque em fúria
A violência sucumbe a teus inatos reflexos
Tua luta diária para o que por direito deveria ser simples
resgata a nossa história de um passado triste
Seja o que quiseres e ainda assim será para nós lanterna
A tua dureza viva ilustra a tua vida…
GUERRA!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s